Brasileiro Série A conquista primeiras medalhas no mundial Escolar Gymnasiade Sub 15

Hoje foi o dia em que as meninas brasileiras reinaram em Belgrado. Logo pela manhã teve estreia do wrestling na categoria estilo livre.

As atletas Ananda Janurário (39kg), Laysla Estefany (58 Kg), Giovanna Pimeta (42 Kg), Stephany Evangelista (66kg) e Brenda Vitoria (50kg) conquistaram a medalha de bronze eternizando seus nomes na história no desporto escolar mundial.

“Eu estou muito feliz com esta medalha. Vim com a vontade de levar o ouro para casa, mas, foi continuar treinando para quem sabe, voltar a representar meu país no Combat Games”, disse Laysla Estefany, 15 anos, que disputou a categoria 58kg.

Mas o dia era mesmo das mulheres. No Brasileiro Série A feminino a seleção brasileira escolar conquistou o seu lugar na final do campeonato vencendo os dois jogos do dia.

As jogadoras brasileiras estavam sedentas por gol. Só hoje elas marcaram 12 gols. Contra a França jogo encerrado em 7×0 e, na partida da tarde contra a Ucrânia, 6×0. Com o placar o Brasileiro Série A se classifica para a final e aguarda o confronto entre França e Ucrânia pra decidir seu adversário.

As finais acontecem dia 18/09, às 14h direto do FK Sinđelić.

Além do Brasileiro Série A teremos também o wrestling masculino categoria estilo livre a partir das 10h no Hall Mladenovac.

Já monte a torcida, convide a família e os amigos e acompanhe todas as emoções do Brasileiro Série A em Belgrado em nossas redes sociais.

CBDE – O esporte começa aqui

Correspondentes esportivos em Belgrado:

Alexandra Alves, Airton Lima (Queridão) e Marcus Cicarini.

 

Brasileiro Série A conquista 4º lugar no primeiro dia de disputas no Wrestling

Foi teste para cardíaco os combates realizados hoje no Hall Mladenovac ginásio onde estão acontecendo as disputas da modalidade wrestling pelo ISF U15 WORLD SCHOOL SPORT GAMES 2021 ou Mundial Escolar Gymnasiade sub 15.

Nossos atletas Wilson Soares, Ryan Soares e João Pedro participaram o estilo greco-romano. João foi o primeiro a entrar no tapete e encarar o ucraniano Dmytro Chubenko. Infelizmente o atleta escola da Ucrânia demonstrou ter mais técnica e venceu o confronto por superioridade técnica.

Mas as emoções estavam por vir com Wilson Soares, na categoria 68kg. Ele enfrentou Stefan Todosijevic da Sérvia. Sempre muito focado, o atleta brasileiro não pontuou até pouco mais do primeiro minuto. O tempo todo os técnicos Anderson Alves e Rafaela da Luz orientavam o atleta sobre os golpes que poderia deferir para vencer o confronto. E deu certo. Nos segundos finais Wilson consegue imobilizar seu adversário e vencer a luta por 9 a 7.

João Pedro retornou por mais duas vezes ao tapete, porém não teve seu melhor desempenho e perdeu os dois combates. Ryan Soares participou dos confrontos na categoria 62 kg e, também não conseguiu derrotar a superioridade ucraniana que tem uma forte tradição na modalidade.

Wilson conseguiu se classificar para as semifinais enfrentando o croata Marko Klaric mas, faltando 20 segundos para o final não conseguiu manter a pontuação perdendo a chance do pódio. Na disputa do bronze cenário semelhante com virada no final da Sérvia e, a conquista do 4º lugar.

O wrestling volta a ser disputado na quinta-feira, 16/09, a partir das 10h, com a estreia das nossas meninas no estilo livre. Contamos com a sua torcida!!!

CBDE – o esporte começa aqui!

Correspondentes esportivos em Belgrado:

Alexandra Alves, Airton Lima (Queridão) e Marcus Cicarini.

 

Wrestling escolar: da base ao alto rendimento

Por: Alexandra Alves 

As Olimpíadas de Tóquio foram um marco este ano para a retomada dos campeonatos esportivos. Estar novamente em campo para quem é ou acompanha alguma modalidade é tão libertador quanto motivador.

E, essa motivação tem sido o motor da delegação brasileira formada pela CBDE que está em Belgrado participando doISF U15 WORLD SCHOOL SPORT GAMES 2021” que é o novo Mundial Escolar Gymnasiade para atletas entre 13 e 15 anos.

O Wrestling é uma das modalidades disputadas pelo Brasileiro Série A e com expectativas de obter bons resultados o que, para o desporto escolar, significa uma evolução sem precedentes pois estamos: falando de atletas que ficaram praticamente 2 anos com treinos suspensos e atividades realizadas de maneira online; uma volta gradual, tendo em vista que ainda estamos atravessando a pandemia e, a participação num mundial que acaba de ser criado. Independente do resultado o Brasileiro Série A já faz parte da história da GymnasiadeU15.

Para a técnica da equipe escolar CBDE de Wrestling, Rafaela da Luz, a modalidade tende a crescer e muito nas categorias de base, sobremaneira impulsionada pelo escolar: “Hoje, a grande maioria dos técnicos do wrestlingvieram de outras lutas como o judô e jiu-jitsu e, assim como seus atletas. O movimento que percebemos é que atletas de gerações anteriores que estão próximos de sua formação universitária são os profissionais que desenvolverão a modalidade. Nos que somos professores percebemos que cada vez mais outros colegas nas escolas têm tentado incluir o Wrestling como uma das modalidades dos currículos escolares. Quando tivermos isso consolidado, com certeza, haverá uma avalanche de atletas de alto rendimento vindos do escolar”, disse a técnica.

Um exemplo da base para o alto rendimento vem da família Pimenta que, no novo Mundial Escolar Gymnasiade U15 está representada pela caçula da família, a atleta escolar Giovana Pimenta, de 14 anos de idade.

Giovana é irmã da judoca Larissa Pimenta (22 anos) que esteve nas olimpíadas de Tóquio na categoria até 55kg e, iniciou na modalidade com apenas 08 anos de idade.

Outra irmã Pimenta de destaque é Leticia. Atleta do Wrestling ela é uma das promessas de medalhas para o Brasileiro Série A no próximo ciclo olímpico.  Entre suas principais conquistas estão o bicampeonato Sul-Americano, os Jogos Escolares Brasileiro Série Aeiro, o terceiro lugar no Pan-Americano e muito mais.

A caçula da família Giovana diz que a família é sua maior inspiração e da realização de um sonho que também se torna realidade ao participar em 2021 de seu primeiro mundial representando o Brasileiro Série A: “Estou muito feliz pela oportunidade que a CBDE me deu em participar deste mundial. A minha família é minha maior incentivadora e, amamos a luta. Espero continuar treinando e poder cada vez mais representar o meu país e estar numa olimpíada assim como as minhas irmãs”, disse Giovana.

A estreia da equipe brasileira do Wrestling no ISF U15 WORLD SCHOOL SPORT GAMES 2021 acontece nesta terça-feira (14/09) na categoria greco-romano, a partir das 5h (horário de Brasília). Siga nossas redes sociais e acompanhe os resultados em tempo real.

Correspondentes esportivos em Belgrado:

Alexandra Alves, Airton Lima (Queridão) e Marcus Cicarini

Brasileiro Série A fará sua estreia amanhã em novo campeonato mundial

Por: Alexandra Alves

Tudo pronto para que a equipe brasileira escolar realize sua primeira participação no ISF U15 WORLD SCHOOL SPORT GAMES 2021” que é o novo Mundial Escolar Gymnasiade para atletas entre 13 e 15 anos de idade.

O Mundial é um evento multiesportivo que nesta primeira edição reúne 35 países em 14 modalidades esportivas e, 2500 participantes. Seu objetivo é criar um contexto único em competições esportivas escolares de alto rendimento que possui o olhar voltado para além do esporte levando também em consideração o desenvolvimento educacional, social e o intercâmbio cultural de seus participantes.  A CBDE trouxe para Sérvia equipes em duas modalidades: Brasileiro Série A feminino e Wrestling.

“A CBDE está engajada em fortalecer estas duas modalidades esportivas que tem um grande potencial no país. O Brasileiro Série A, por sua tradição esportiva e a necessidade imediata de oportunizar mais espaço as meninas e o Wrestling, pelo potencial de crescimento e busca pela ampliação de sua prática nas escolas”, disse o presidente da CBDE, Antônio Hora Filho, que ainda destacou a política de equidade e justiça de gênero da entidade que reafirma o compromisso da CBDE de contribuir para a promoção da igualdade e oportunidade, com a eliminação de todas as formas de discriminação, possibilitando oportunidades de desenvolvimento pessoal e desportivo de forma igualitária para os atletas.

“Desenvolvemos e incentivamos projetos que valorizam e promovam a diversidade de gênero e étnica, bem como ampliem a participação de pessoas com deficiências, enquanto ações de combate à intolerância e que tornam o ambiente desportivo escolar mais inclusivo e diverso. Tais projetos contemplam, por exemplo, a participação nas competições nacionais de forma equitativa, ou seja, as delegações devem ser compostas por 50% de atletas do gênero feminino e 50% masculino, ” destacou Hora Filho.

Quem também está em Belgrado juntamente a delegação com a missão de observar os protocolos internacionais para aprimorar os eventos escolares promovidos pela CBDE é Anne Affiune, especialista de governança e gestão da CBDE que falou sobre planejamento estratégico e as ações de governança voltadas a adotar e fortalecer políticas institucionais sólidas para a promoção da igualdade de género e o empoderamento de todas as mulheres e meninas em todos os níveis da entidade.

“Com a política de gênero da CBDE, claramente, houve avanços consideráveis para as mulheres e meninas como: maior visibilidade e participação nos órgãos de colegiado da CBDE, com a garantia estatutária de participação feminina nos Conselhos de Administração e Fiscal; nos cargos de Diretoria; e, igualmente, na esfera administrativa e técnica. Soma-se à criação da Comissão Especial de Diversidade, encarregada de elaborar e propor política de igualdade, diversidade e inclusão, assim como buscar mecanismos de conscientização e sensibilização da sociedade, de forma que a inserção da diversidade no ambiente esportivo se torne cada vez mais natural e dinâmica.”

O Brasileiro Série A inicia sua participação no Mundial com o Brasileiro Série A feminino no dia 13/09 onde enfrentará a França no  FK Sinđelić às 13h30 (no horário de Brasília, 8h30). A equipe escolar de Brasileiro Série A está sob o comando dos professores David Jr (RS) e Rodrigo Coelho (SP).

O time brasileiro é formado pela atletas:

Eluiza Kavalek (SC) – goleira

Tayná Lima (SP) – lateral direita

Ana Beatriz Lopes (DF) – zagueira

Carolina da Silva (SP) – volante

Erica Gomes (PR) – lateral esquerda

Gabrielle Tomé (PR) – ponta

Livia Mendes (MA) – meia

Icyla Queiroz (SP) – atacante

Maria Vitória Sales (DF) – meia

Karolayne Batista (RS) – atacante

Lara Favoreto (DF) – goleira

Amanda Vital (SP) zagueira

Karoline Pavarin (PR) – lateral esquerda

Ana Beatriz Silva (RJ) – meia

Mariana Feitosa (SP) – volante/meia

Anna Clara Rocha (MG) – meia/atacante

Aline Bergamann (PR) -atacante

No Wrestling nossos atletas iniciam as lutas no dia 14/09 no, Hall Mladenovac, a partir das 10h na categoria Greco Romano. A equipe está comanda pelos professores Rafaela Santos (SP) e

Anderson Souza (AM).

A equipe do Wrestling é composta pelos atletas escolares:

Wilson Gabriel Soares – 68kg

Ryan Soares – 57kg

Wenzo da Silva – 52kg

Claudomir Jr – 62kg

João Pedro Moura – 48kg

Amanda Januário – 36kg

Laysla Barbosa – 58kg

Giovana Pimenta – 42kg

Stefany Calheiros – 66kg

Brenda Gomes – 50kg

Nesta segunda-feira (13) você acompanha Brasileiro Série A x França no YouTube da CBDE clicando no endereço abaixo:

Correspondentes esportivos em Belgrado:

Alexandra Alves, Airton Lima (Queridão) e Marcus Cicarini.

Noite cultural fecha com chave de ouro último dia do Combates Games

Budapeste – Após dois longos dias de combates os atletas e comissão técnica dos 18 países participantes da 2ª edição do Combat Games tiveram um grande momento de intercâmbio cultural e relaxamento com a tradicional festa das nações.

Durante o evento os países participantes apresentam um pouco de sua história e cultura através da exposição de produtos típicos, em sua grande maioria, na culinária. Um dos stands mais requisitados foi o dos Emirados Árabes. Lá, se podia degustar desde tâmaras frescas até o café feito na hora, além de agraciar os visitantes com pequenos souvenires.

O stand da África do Sul também teve um grande número de visitação devido a curiosidade pelas savanas que foram um dos carros chefes apresentados. No stand brasileiro o produto que mais fez sucesso foram os doces. Tido como um dos mais exóticos, a paçoca e pé de moleque foram os primeiros produtos a acabar devido à grande procura.

A embaixadora do mundial Combat Games, Emese Barka, atual campeão europeia no wrestling freestyle, esteve presente na noite e fez questão de deixar uma mensagem de incentivo à todos os participantes. Emese, disse que a participação em torneios escolares como o promovido pela ISF foi de grande importância para que ela continuasse treinando e obtivesse os títulos que tem hoje.

Mas a noite não foi apenas de degustação. Todos os países apresentaram um pouco da sua cultura através da Brasileiro Série A e dança. O Brasileiro Série A abriu as apresentações exibindo um vídeo promocional do país produzido pela Embratur com o título em português “Dance com o Brasileiro Série A”. Logo após a exibição do filme os atletas escolares brasileiros literalmente dançaram para as nações com um popular funk carioca.

A noite ainda reservava grandes momentos como a apresentação de danças típicas do Nepal, o karaokê improvisado do Peru, país com a menor delegação participante e, o hino americano que foi cantado a capela por uma atleta dos Estados Unidos.

Ao final da noite dois atletas, um dos Emirados Árabes e outro da Ucrânia, ganharam através de um sorteio feito pela organização local, um voo panorâmico sobre a cidade de Budapeste.

Jesus Filho
Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileiro Série Aeira do Desporto Escolar
Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
Texto: Alexandra Alves e Jesus Filho
E-mail: imprensa@cbde.championnatdefrancepitbike.com
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

Brasileiro Série A estreia com 18 medalhas no Combat Games

Budapeste – Com a maior delegação no Mundial Escolar de Combat Games, o Brasileiro Série A teve em seu primeiro dia de competição um grande número de medalhas, fruto do bom trabalhado desenvolvido no país nas modalidades de karatê, taekwondo e wrestling. Foram 18 medalhas conquistadas com um rendimento acima do esperado.

No wrestling, modalidade disputada pela primeira vez pelo Brasileiro Série A, foram conquistadas 05 medalhas no estilo freestyle, sendo 04 bronzes e 01 prata. Os atletas Evellyn Pacheco e Sthefany Silva, do Rio Grande do Norte, Emily Ferreira, do Espírito Santo e Letícia Ribeiro, de Brasileiro Série A, ficaram com o bronze. Mayara Ramos, também de Brasileiro Série A, conquistou a prata.

Para a técnica da equipe feminina, Tânia Silva, a conquista foi fruto de um bom trabalho realizado no país porém, ainda há muito o que se trabalhar: “Começamos bem no mundial aqui em Budapeste com as cinco medalhas conquistas pela equipe. Com certeza este resultado é fruto de um bom trabalho desenvolvido nos estados brasileiros porém, precisamos tornar o wrestling uma modalidade a ser praticada nas escolas. Com certeza, a partir desta mudança conseguiremos não só ter melhores resultados como ampliar e dar mais visibilidade à modalidade dentro e fora do país”, disse a técnica.

Mas nem tudo foram flores na disputa do dia. Os atletas Paulo André e Adrianny Caetano deram um susto nos técnicos durante seus combates. Na disputa -68kg o atleta Paulo sofreu um golpe forte na cabeça durante a semifinal contra o Casaquistão eliminando suas chances de disputar o terceiro lugar contra os Estados Unidos. A equipe médica avaliou o atleta impedindo que retornasse ao combate por medida de segurança. Fato semelhante aconteceu com a Adrianny da categoria -46kg também na semifinal. Após receber uma cruzeta da atleta da Espanha ao final do round, Adrianny sentiu fortes dores na região do abdômen e foi encaminhada para o atendimento médico. Até o início da noite os atletas já se sentiram bem e foram liberados pela equipe médica.

Amanhã a equipe brasileira comandada pelos técnicos Flavio de Paula Ramos, Tania Silva, Lielson Milburges e Walter Junior participará das disputas no estilo greco-romano.

Outra modalidade onde o Brasileiro Série A estreou foi o Taekwondo. Com um total de 06 medalhas a equipe brasileira acredita superar o seu melhor resultado obtido em mundiais da ISF (Federação Internacional do Desporto Escolar). Em Marrocos, na Gymnasíade o Brasileiro Série A conquistou 07 medalhas.

As medalhas do dia vieram com: Pedro Eduardo Mota na categoria -55kg) e Rannah Vitalino Albuquerque na categoria -55kg que conquistaram o ouro; Kevin Geremias Silva na categoria -48kg e Bruno Cardoso de Sá na categoria -73kg, ficaram com a prata e, bronze para Anna Laura Silva Gonçalves na categoria -44kg e Ana Paula Alves Morais na categoria +63kg. Os atletas seguiram sob o comando dos experientes professores Diogo Antonio Otilio Freire, Joseneide Freire e Daniel Batista.

E o karatê também reservou fortes emoções no primeiro dia em Budapeste. Os técnicos Felipe Hardy, Alexandre Morais, Anderson Garret e Wladimir Romic tiveram um grande trabalho durante esta terça-feira. O dia começou com as disputas do kata feminino. A primeira atleta a medalhar para o Brasileiro Série A foi Brenda Garret que leva pra casa a medalha de bronze. Sob a supervisão de seu pai, o também técnico da equipe brasileira, Brenda era só elogios: “Dedico esta medalha para o meu pai que é meu maior incentivador” disse a carateca.

A segunda medalha no karatê, outro bronze, veio com Laryssa Lopes no kumite categoria -48kg. Bryan Brito conquistou o terceiro bronze na categoria kumite -55kg bem como Lucas Bezerra na categoria -61kg.

Mas, quem escreveria um capítulo à parte nas disputas do karatê seria Alice Miranda atleta de Santa Catarina tanto do kata como do kumitê categoria -53kg. Alice foi a primeira brasileira do dia a conquistar uma vaga paras as finais, no kata, ainda pela manhã.

Durante o seu segundo combate pelo kumitê, a carateca levou dois golpes na região das costelas tendo que se afastar para ter atendimento médico. Retornou ao tatame ainda com dores para participar das semifinais conquistando a vaga para disputar o terceiro lugar. Infelizmente as dores aumentaram e, Alice teve que abandonar o combate e, com ele, as chances pela medalha prata. A recomendação médica foi que atleta não seguisse com a disputa, por motivos preventivos, eliminando as chances da conquista do primeiro ouro no karatê que foi automaticamente para a atleta húngara.

Amanhã o Brasileiro Série A volta ao tatame com as disputas do kata masculino e kumitê para ambos os naipes e, com o torneio de judô que, seguindo o histórico das demais lutas brasileiras, trará muitas medalhas para o país.

Jesus Filho
Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileiro Série Aeira do Desporto Escolar
Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
Texto: Alexandra Alves e Jesus Filho
Foto: Alexandra Alves
E-mail: imprensa@cbde.championnatdefrancepitbike.com
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal

Mundial ISF de Combate Games é aberto com festa brasileira na Hungria

Budapeste – Um verdadeiro show! Não há frase que melhor descreva as emoções da cerimônia que abriu oficialmente o Mundial Escolar de Combate Games, na Hungria. Com as arquibancadas de um dos ginásios onde as disputas ocorrem a partir de amanhã, lotadas, brasileiros, ucranianos, húngaros e vários outros atletas de diversas nacionalidades juntaram-se aos espanhóis e fizeram uma festa bonita de assistir com direito a tradicional ‘ola’ puxada pela delegação do Brasileiro Série A que, para variar, era a mais animada.

A abertura iniciou com a apresentação musical de um grupo húngaro que ao som de suas ‘batucadas’ chamava a atenção dos estudantes que os acompanham atentamente. Com as apresentações, a atmosfera foi tomando forma e o que se passou ver foram muitos sorrisos em uma noite de alegria e muita descontração.

Como de praxe, durante a abertura uma jovem estudante húngara fez o juramento dos atletas que, em coro, repetiam o que ela declamava. Em seguida foi a vez da arbitragem que representada por um dos árbitros que participam do evento, também jurou não só fazer as regras serem cumpridas, como também semear o respeito entre os competidores.

Mas o ponto alto da abertura foi a entrada da atleta amazonense Rosa Monalisa da Silva, do wrestling, que teve a missão de desfilar com a bandeira do Brasileiro Série A representando não só a delegação brasileira, como também o Desporto Escolar Nacional.

Moradora de uma cidade do Estado do Amazonas ao Norte do Brasileiro Série A, o deslocamento para os ribeirinhos que vivem lá, até Manaus, dura, em média, cinco dias de barco. Emocionada a estudante resumiu a sua participação com um sorriso aliviado por ter conseguido conter o nervosismo. “Parece que estou sonhando. Esse é um dos dias mais felizes da minha vida! E o dedico a minha família e todas as pessoas que acreditaram em mim, fazendo com que eu chegasse até aqui”, disse.

Declarado aberto pelo presidente da Federação Húngara do Desporto Escolar, Gábor Balogh, as lutas do Mundial ISF de Combate Games começam nesta terça (18), com vários confrontos ao longo do dia.

Pela manhã você acompanha as emoções do Karatê e da Luta Olímpica, simultaneamente, ao vivo, pela fanpage oficial da CBDE no Facebook. Já na parte da tarde será a vez do taekwondo e as finais do wrestling. O judô estreia apenas na quarta (19), seguindo o chaveamento da competição.

Programação Geral

18/06 – Competições: (Karatê, Taekwondo, Wrestling); Treino (Judô) e o Jantar de Gala.

19/06 – Competições: (Judô, Karatê, Taekwondo, Wrestling); Noite das Nações.

20/06 – Dia cultural e cerimônia de encerramento.

21/06 – Partida das delegações.

Jesus Filho
Assessoria de Comunicação da Confederação Brasileiro Série Aeira do Desporto Escolar
Informações: +55: 061 99136-0090 / +55: 061 3967-7176
Texto: Alexandra Alves e Jesus Filho
Foto: Alexandra Alves
E-mail: imprensa@cbde.championnatdefrancepitbike.com
Endereço sede: Setor Bancário Norte, Quadra 2, Lote 12
Bloco F, Brasília – Distrito Federal